A Federação Espanhola de Empresas de Tecnologia Sanitária (FENIN) celebrou sua 40 aniversário o passado 24 de outubro num acto ao que Tomás Prieto, CEO de Ibernex, e Javier Monge, CEO de Practical Team, foram em representação de Ibernex.

Ibernex, companhia pertencente ao Grupo Pikolin, e fabricante com engenharia própria, especializada em soluções tecnológicas e serviços destinados à saúde e ao equipamento de edifícios, faz parte de Fenin, quem representa em Espanha às empresas fabricantes revendedoras de produtos, equipas e serviços de Tecnologia Sanitária.

A missão desta associação é agrupar às empresas espanholas deste sector, coordenar e defender seus interesses gerais e ostentar sua representação ante as autoridades autonómicas, nacionais e européias. Actualmente, está formada por mais de 500 empresas fabricantes, importadores e revendedores.

Ao longo destas quatro décadas de duro trabalho, Fenin tem afianzado como instituição consolidada e profesionalizada, obtendo uma posição de mordomia como sócio estratégico, imprescindível para o Sistema Nacional de Saúde.

Durante o acto, que se celebrou na Casa Mónico de Madri, se fez uma revisão pelos principais lucros da associação: revolucionar a prática médica e contribuir aos profissionais sanitários novas ferramentas que lhes ajudaram a prevenir, diagnosticar, tratar, realizar um melhor rastreamento das doenças e atender aos paciente de maneira mais eficiente.

Também se mencionaram as metas mais relevantes: a redução da dívida das administrações sanitárias com o sector, a adaptação das empresas de tecnologia sanitária às mudanças regulamentares, aprovação de um código ético do sector de tecnologia sanitária…

Margarita Alfonsel, Secretária Geral de Fenin, apresentou a trajectória que vai seguir a federação durante os próximos anos: “Seguir-se-á apostando pela internacionalización e a inovação como motor de crescimento do sector, bem como colaborar-se-á com os órgãos de compra da administração central e autonómica para de modelos de contratação eficiente que valorizem a qualidade e inovação tecnológica”.

Ademais, Pablo Crespo, Diretor Legal, comentou os pormenores do novo código ético que entrará em vigor o próximo 1 de janeiro de 2018. É o resultado conjunto a mais de 72 sociedades científicas que contribuíram ao redor de 400 propostas, sugestões e melhoras e tem dado como resultado um marco ético que contribuirá novas e melhores garantias éticas nas relações entre a indústria e os profissionais e instituições sanitárias.

Como colofón, cabe destacar que o 10% da despesa deste acto, se destinou ao Hospital San Juan de Deus, mais especificamente, ao projecto SJD Pediatric Cancer Center Barcelona.

Share This